Mostrar mensagens com a etiqueta Lanche. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Lanche. Mostrar todas as mensagens

6 de julho de 2017

Bolinhos de batata doce e canela, Paleo, AIP


Podia deixar aqui várias razões para ter feito os bolinhos, mas a razão de verdade era mesmo porque me apetecia. E a receita é a seguinte:

INGREDIENTES:

250 g de batata doce cozida (usei da laranja)
50 g de farinha de mandioca
Raspa e sumo de meio limão
1 colher de café de canela de Ceilão
100 g de leite de coco
2 colheres de sopa de óleo de coco (estava líquido)
1 colher de café de bicarbonato de sódio


PREPARAÇÃO:

Usei a Bimby.
Coloquei todos os ingredientes na Bimby e programei 30 segs / vel. 5.
A massa fica molinha.

Liguei o forno a 200º.
Fiz pequenas bolas e coloquei-as num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Umas envolvi em canela.



No tabuleiro, ao colocar as bolas, espalmei-as ligeiramente com a palma da mão.
Coloquei-as no forno durante cerca de 30 minutos.
A parte boa, é que enquanto estavam no forno, emanava um cheirinho a natal.



Espero que gostem!

27 de junho de 2017

Gelatina de kombucha

Se há coisa da qual estou fã, é da minha kombucha. Além de sentir que me faz muito bem, sobretudo  a nível do trânsito intestinal, adoro o sabor. A de morango ou frutos vermelhos então, é a loucura 😆.



Então se pudermos aliar o benefícios dos probióticos, à gulodice de uma sobremesa, é a cereja no topo do bolo.

E esta é tão fácil de fazer!

INGREDIENTES:

700 ml de kombucha de segunda fermentação com sabor a gosto
2 saquetas de gelatina neutra em pó
50 ml de água a ferver



PREPARAÇÃO:


Deitar a gelatina em pó numa taça e adicionar a água acabada de ferver.
Mexer sempre até dissolver a gelatina.
Juntar aos poucos a kombucha, mexendo sempre.
Depois da kombucha estar toda misturada com a gelatina, colocar em taças e levar ao frio de um dia para o outro.



Bom apetite!

20 de junho de 2017

Gelatina de morango

Dias de calor pedem coisinhas frescas! Hoje saiu uma gelatina de morango. E nada mais fácil de fazer...

INGREDIENTES:

200 g de morangos
150 g de água
1 saqueta de gelatina neutra em pó
4 folhas de menta

PREPARAÇÃO:

Lavar e cortar os morangos.
Da água necessária, retira-se um pouco e aquece-se para derreter a gelatina em pó.
Depois da gelatina desfeita, junta-se o resto da água.
Num copo misturador, coloca-se a água, os morangos, a gelatina e as folhas de menta e tritura-se tudo até ficar uma mistura homogénea.
Eu coloquei tudo na Bimby e programei 30 segs /vel.5.
Verti a mistura para umas tacinhas e levei ao frio.


Eu cá sou suspeita, mas achei mesmo bom 😏





12 de junho de 2017

Empadas Paleo, AIP


Desde que fiz os rissóis (veja aqui), que fiquei a pensar em empadas. Antes da minha vida paleo, não era nada de salgados, era muito mais de doces (e ainda sou, mas num dá, num dá). Mas agora, e para fugir ao tradicional prato com carne e legumes ou peixe e legumes, de vez em quando apetece outra coisa...e outra coisa pode bem ser uma empadinha!


Assim, a receita é a mesma dos rissóis é assim:

INGREDIENTES PARA A MASSA:

250 g de batata doce cozida (eu costumo cozer no microondas, enrolada em papel de cozinha durante cerca de 5 mins, mas como estas eram grandes, programei 7 mins)
30 g de azeite extra-virgem
50 g de polvilho doce
130 g de farinha de mandioca
1 c. café de Flor de sal
Temperos a gosto (usei alho em pó e orégãos)

PREPARAÇÃO DA MASSA:

Descascar a batata cozida e colocá-la no copo da Bimby.
Juntar os restantes ingredientes, deixando um pouco da farinha de mandioca de parte e triturar 20 segs/ vel 5. Dependendo da qualidade da batata, pode não ser necessária a quantidade da farinha indicada.
Rectificar os temperos e a consistência.
Tem de ficar uma massa espessa que suporte a manipulação com o rolo da massa.
Se estiver muito mole, basta ir juntando mais farinha de mandioca.


Fiz na Bimby mas também se faz bem noutro processador ou trituradora.



INGREDIENTES DO RECHEIO:

Aproveitamento de carne já cozinhada (tinha cerca de 150 g entre frango e vaca)
1 cebola média
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
Sal
1 dente de alho
200 g de molho tipo béchamel aprovado em AIP (receita aqui)

PREPARAÇÃO DO RECHEIO:

Picar a carne e reservar.
Descascar e picar a cebola e a cenoura.
Juntar o azeite e deixar refogar um pouco.
Na Bimby triturei 5 segs / vel.5 e deixei cozinhar 5 mins /vel. 1 / temp. 100º.
No tacho o processo é o mesmo.
Depois de refogado, juntar a carne e deixar cozinhar um pouco.
Juntar o molho e envolver com cuidado.




MONTAGEM DAS EMPADAS:

Untar umas formas de empadas com azeite.
Se a massa estiver com a consistência adequada para o rolo, retiram-se pequenas quantidades de massa (pouco maior do que uma noz) e distribuem-se equitativamente pelas forminhas, calcando-as com os dedos para ficar bem fina.



Mais uma vez lembro que a massa não tem elasticidade, mas manipula-se muito bem.

Com a ajuda de uma colher, distribui-se um pouco de recheio em cada empada. 
(Aqui foi a filha que ajudou)



Esta quantidade de massa deu para 12 unidades nas minhas formas.
Guardei um pouco da massa para fazer as "tampinhas" das empadas.
Com a ajuda do rolo da massa, e numa folha de papel vegetal, estiquei a massa e recortei com um copo de vidro.


Tapei-as todas com cuidado nas pontas, de forma a que a massa ficasse bem agarrada.


Entretanto liguei o forno a 180º e depois de bem quente, coloquei as empadas e deixei-as cerca de 20 minutos.
Retirei e pincelei com azeite por cima e nas pontas para unir algumas que tenham ficado mais arrebitadas.

Deixei arrefecer bem, com uma faca pontiaguda, soltei as beiras das formas e virei-as sobre uma rede.
Saíram direitinhas.




Cozinhei-as todas, porque tal como aconteceu com os rissóis, congelei os excedentes para dias em que não tinha nada preparado e ficaram muito bons na mesma.

São servidos?



OBS. Apesar da filha não seguir AIP e muito menos paleo, foi ela que quis fazer a receita toda para me ajudar e calhou tudo bem à primeira sem ser necessário rectificar temperos.

2 de junho de 2017

Fiambre Paleo, AIP



Já andava com esta fisgada há uns dias, desde que tinha feito as salsichas frescas, mas o facto de usar película aderente incomodava-me um pouco. Não que eu seja fundamentalista ou que recorresse com frequência à película, mas se puder evitar qualquer situação potencialmente tóxica, porque não fazê-lo? Assim encontrei esta solução de usar o papel vegetal para a cozedura.



Usei uma receita que tinha dos meus "tempos áureos" de utilização da Bimby e adaptei-a com os ingredientes que estou a consumir, tendo em conta que estou a seguir o protocolo para auto-imunes.

Vão precisar dos seguintes INGREDIENTES:

600 g de peito de frango (na verdade podem usar a quantidade que desejarem, mas eu não sabia como ia ficar...e fiquei com pena de não ter feito mais quantidade)
1 colher de sopa de flor de sal
1 colher de chá de alho em pó
2 colheres de sopa de azeite EV
Azeitonas q.b.
800g de água
Obs. Podem adicionar outros temperos, mas eu estou limitada.


PREPARAÇÃO:

Mais uma vez usei a Bimby mas podem usar uma picadora normal.
Coloquei os peitos de frango limpos no copo da Bimby e dei uns toques de turbo.
Adicionei os temperos todos (excepto as azeitonas) e programei 1 min/ vel. espiga.

Estendi uma folha de papel vegetal e espalhei a carne picada.
Coloquei umas azeitonas por cima e enrolei a carne com a ajuda do papel.





Deitei a água no copo da Bimby e tapei-o.
Coloquei o rolo na Varoma (utensílio da Bimby para cozer a vapor), tapei-o e programei 30 min/ vel.1 / Temp. Varoma.



No final do tempo, retirei o rolo da Varoma e deixei arrefecer.

Para quem não tem Bimby, pode fazê-lo colocando um cesto numa panela funda com água de forma a que o cesto não toque na água.

Quando estava bem frio, cortei às fatias e...comi! 😁


****

Entretanto já voltei a fazer, mas como não encontrei azeitonas sem aditivos, salteei cogumelos castanhos com azeite e alho e juntei...e ficou assim...
Não sei qual das versões gosto mais 😊

1 de junho de 2017

Bolinhos de atum Paleo, AIP


Ontem fiz atum para o jantar com brócolos e couve-flor a vapor. Mas os olhos foram maiores do que a barriga e acabou por sobrar. E como aqui nada se desperdiça, foi só dar a volta à coisa.



Assim vão precisar dos seguintes INGREDIENTES: 

Não sei bem quantidades porque foi uma sobra
Atum de lata
Brócolos e couve flor cozidos
Alho em pó
Sal
Azeite extra-virgem
Farinha de coco


PREPARAÇÃO:

Como tenho a Bimby, foi só deitar os legumes e o atum no copo e triturar 5 segs, vel.5.
Juntar farinha de coco de forma a que a massa fique mais consistente para conseguir formar umas bolinhas.
Rectificar os temperos e juntar um fio de azeite.
Aquecer uma frigideira anti-aderente, mas não em lume muito alto.
Formar umas bolinhas e calcar com a espátula para as espalmar um pouco.
Deixar cozinhar de um lado e do outro.

Obs. Estes bolinhos são excelentes até para "matar ratitos" ou para um pequeno lanche.

29 de maio de 2017

Tarteletes de maçã, Paleo, AIP

Porque uma pessoa não vive só de sopas e legumes, de vez em quando apetece um "mimo". E se for confeccionado com os alimentos permitidos, então ainda melhor.


Desta vez saíram umas tarteletes de maçã. Andei à procura das formas de tarteletes, mas não as consegui encontrar. Com a certeza porém de que me irei cruzar com elas, assim que eu tirar daqui a ideia.


Mas quando não se tem gato, caça-se com lebre e eu não sou cá de me deixar levar por dificuldades técnicas!


Vão precisar de:


INGREDIENTES:

4 maçãs
50 g de farinha de coco caseira (receita aqui)
50 g de farinha de mandioca
100 g de óleo de coco + 20 g para as maçãs
50 g de leite de coco caseiro
150 g de água
Canela de Ceilão q.b.
Obs. - Não adicionei qualquer tipo de açúcar porque já não estou habituada, mas para quem ainda goste, pode adoçar com mel ou açúcar de coco.

PREPARAÇÃO:

Descascar 3 maçãs e cortá-las aos pedaços.
Vão o lume numa frigideira anti-aderente com a água, os 20 g de óleo de coco e a canela a gosto (o meu gosto pede bastante!).
O lume deve estar baixo para elas irem caramelizando devagar.




Entretanto, há que preparar a massa.
Eu fiz na Bimby, mas pode ser feito à mão.
Colocar as farinhas, o restante óleo de coco e o leite no copo.
Quando as maçãs estiverem caramelizadas, tira-se uma parte (cerca de 1/4 da quantidade) e junta-se às farinhas no copo da Bimby.
Programar 30segs/ vel.5.
A massa fica com esta aparência, tipo crumble.




Liga-se o forno a 180º.
Pincelam-se umas formas de cupcakes com óleo de coco.
Com as mãos fazem-se pequenos grumos de massa e cobre-se o fundo e as paredes das formas.
Coloca-se um pouco de maçã caramelizada em cada forma.




Descasca-se e corta-se a restante maçã em tiras muito finas e cobrem-se as tarteletes.
Pincelam-se novamente com óleo de coco e polvilham-se de canela.
Deu para 7 tarteletes.





Vão ao forno cerca de 25 mins.
Retiram-se do forno mas desenformam-se só depois de frios.
E ficam assim por dentro...



Espero que gostem!

7 de maio de 2017

Panquecas de batata doce sem ovo

Hoje apetecia-me fugir da sopa e dos legumes habituais e como é dia da mãe, resolvi que merecia.
Na verdade, não era preciso razão nenhuma especial, certo? 😃

Mas vamos ao que interessa...

O desafio permanente nesta alimentação, para mim, é a ausência do ovo. Não propriamente do ovo em sim, mas sobretudo pela falta que faz na ligação de massas ou panquecas. Mas, sendo por uma boa causa, tudo vale a pena!



INGREDIENTES:

100 grs de batata doce cozida
1 cs de farinha de coco caseira (receita aqui)
1 cs de coco ralado
1 cs de óleo de coco
100 ml de água morna
Canela q.b.


PREPARAÇÃO:

Eu costumo ter batata doce cozida, mas se não tiver também resolvo rápido.
Enrolo uma batata doce com casca e lavada, em papel de cozinha e levo ao microondas na potência máxima cerca de 5 mins. Isto para uma batata média, ou seja, se for uma batata grande, precisa de mais tempo.
Reduzi a batata a puré e juntei a água e o óleo de coco.
Juntei a farinha de coco, o coco ralado e a canela a gosto.
A massa fica espessa mas é mesmo assim.
Aqueci uma frigideira de crepes e untei com óleo de coco.
Fui deitando pequenas porções de massa e espalmei com a espátula.
O lume não pode estar muito alto para não queimar.
Deixei cozinhar de um lado e do outro com cuidado porque a massa "parte-se" com facilidade.
A minha filha, mesmo não gostando das minhas "receitas horrivelmente saudáveis" como ela diz, dizia que cheirava a natal e andava de volta de mim. Depois é que associei o cheiro da batata doce e canela, era o recheio das azevias que a minha mãe costuma fazer.

Recheia-se a gosto, eu cobri com manteiga de coco caseira (receita aqui), abacate, mirtilos e coulis de morango (receita aqui).

Deu para 7 panquecas, comi 1 enquanto estava a cozinhar e depois mais 1 com abacate.
Isto porque são bastante saciantes 😊

E feliz dia da mãe 🌺🌺

5 de maio de 2017

Maçã caramelizada com coco

Não sou muito de fazer grandes textos nas receitas que coloco aqui. Primeiro porque eu própria qd vou ver uma receita, nunca leio o blablabla, e depois porque nunca sei o que escrever. Por isso, vamos ao essencial.

Queria uma versão diferente da banana caramelizada (ver aqui) e resolvi fazer com maçã. Dá um apouco mais de trabalho, mas resulta na mesma ehehe.

Depois de algumas tentativas, a solução passa por se fazer assim:

INGREDIENTES:

1 maçã
Coco para panar
1 cs de óleo de coco
Canela q.b.


PREPARAÇÃO:

Aquecer uma frigideira anti-aderente com o óleo de coco.
Descascar a maçã e tirar o caroço com o descaroçador.
Cortar às rodelas grossas e deixar caramelizar lentamente no calor.
O lume tem de estar baixo, para ir cozinhando a maçã sem queimar.
Quando a maçã estiver a meio da cozedura, passa-se delicadamente por coco ralado e polvilha-se com canela e volta à frigideira para caramelizar o coco de um lado e do outro.

Banana frita com coco


É das sobremesas que mais gosto, simples e bem rápido de fazer.


Vão precisar de

INGREDIENTES:

1 banana madura
Coco ralado para panar
1 c. sopa de óleo de coco para fritar
Canela q.b



PREPARAÇÃO:

Aquecer uma frigideira anti-aderente com o óleo de coco.
Cortar a banana ao meio e depois no sentido longitudinal.
Passar a banana pelo coco ralado e fritar no óleo de coco. e polvilhar com canela a gosto.


Não há muito a dizer sobre isto, a não ser que é DE-LI-CI-O-SO!

29 de abril de 2017

Bolinhas de perú sem ovo



Nem sempre me apetece cozinhar, e dá sempre jeito ter qualquer coisa pronta para dias assim. Por isso, e porque tinha uns bifes de peru para gastar, resolvi fazer estas bolinhas.



INGREDIENTES:

350 g de peito de perú cru (era o que tinha para gastar)
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 cenoura pequena
Uns pés de salsa
Uns pés de coentros
Uns pés de cebolinho
Sal
Azeite extra-virgem
50 g de farinha de mandioca


PREPARAÇÃO:

Colocar a cebola, a cenoura, o alho, o azeite,
as ervas no copo da Bimby e triturar uns segundos na vel. 5.
Juntar a carne e tritura-se 15 segs/ vel. 5.
Colocar 20g da farinha de mandioca (reservar o resto) e triturar mais 5 segs/ vel. 5.
Retirar e moldar pequenas bolas que se passam pela restante farinha de mandioca para panar.
Esta quantidade deu 16 bolinhas. 
Se preferir, congelar em saco próprio.
Para as cozinhar, levar a forno aquecido a 180º durante 15 minutos.



28 de abril de 2017

Bolinhas de atum

Já tinha feito há algum tempo mas ainda não tinha colocado aqui.
A receita não é minha, é da página Paleo & Autismo (aqui) e blog (aqui) e vale a pena seguir tudinho!

INGREDIENTES:

3 latas de atum em azeite
3 ovos
1/4 cebola picada
20 g de salsa picada
Sal a gosto
100g de farinha de mandioca (+ 10 a 20g para panar)

PREPARAÇÃO:

Escorrer o atum e misturar  todos os ingredientes, até formar uma massa homogénea que dê para moldar.
Moldar pequenas bolas.
Passar pela farinha de mandioca para panar.
Forrar um tabuleiro com papel vegetal e levar ao forno a 180º por 10/15 mins ou até tostar.

Obs. Eu congelei alguns moldados mas antes de irem ao forno. Em S.O.S. basta descongelar e levar ao forno,

23 de abril de 2017

Panquecas de banana sem ovo

Acordei com vontade de qualquer coisa doce, mas a meio caminho arrependi-me e quis salgado.

Mas fazer panquecas sem ovo é sempre um desafio pelo textura. Confesso que tenho dias em que a restrição me aborrece mas o que tem de ser, tem de ser. Não é fácil, mas consegue-se.


INGREDIENTES:

1 banana pequena e madura

1 cs de farinha de côco

2 cs de leite de côco (receita aqui)

Foto 2
Gengibre em pó

Flor de sal


PREPARAÇÃO:


Com um garfo, desfazer a banana descascada.

Juntar a farinha de côco e mexer.

Juntar o leite de côco, uma pitada de sal e de gengibre em pó.

A massa fica com uma textura espessa como na foto 2.

Aquece-se uma frigideira anti-aderente e pincela-se com óleo de côco.

Deixa-se cozinhar dos dois lados.

Eu cobri duas com presunto de Parma e outras duas com salmão fumado bio, ambos sem aditivos.

21 de abril de 2017

Mimos de morango

Chamei-lhes de mimos, porque era mesmo um miminho que me apetecia.
E que bons que estão.

Tinha comprado um cestinho de morangos bio. Ao fim de 2 dias no frio, já estavam a começar a estragar-se e antes que fosse o resto, aproveitei-os todinhos!

INGREDIENTES:

300 g de morangos
1 saqueta de gelatina em pó neutra
Canela de Ceilão a gosto
Côco para cobrir


PREPARAÇÃO:

Lavam-se e retiram-se os pés dos morangos.
Trituram-se os morangos e deixa-se cozinhar em lume baixo para não ferver.
A ideia é fazer uma pequena redução de forma a não necessitar de adoçar.
Quando a mistura começar a ficar translúcida, está no ponto.
Junta-se a gelatina em pó e mexe-se bem para dissolver e não deixar grumos.

Na Bimby:

Colocam-se os morangos cortados e programa-se 7 mins/ vel. colher/ 100º.
Coloca-se a gelatina em pó e programa-se 15 segs/ vel. 4.

Entretanto pincela-se umas forminhas de silicone com óleo de côco derretido.
Preenche-se com o coulis de morango e leva-se ao frio para solidificar.
Depois de sólido, desenforma-se e decora-se a gosto.
Eu usei côco ralado.

E dá para fazer com qualquer fruta! 


20 de abril de 2017

Panquecas de maçã sem ovo

Para quem já me acompanha, sabe que estou a cumprir um protocolo alimentar mais restrito para doenças auto-imunes. Isento de glúten, de lactose, de sementes, de frutos secos e de ovos.

Ora cozinhar acaba por ser um desafio, ainda mais sem estes ingredientes. Hoje não me apetecia sopa de manhã nem carne e pus-me a inventar. E acho que não me saí mal.

INGREDIENTES:

1 maçã
100 ml leite de côco caseiro (receita aqui)
2 cs de farinha de côco
1 cs de farinha de mandioca
Óleo de côco qb.
Canela de Ceilão a gosto


PREPARAÇÃO:

Descasca-se e corta-se a maçã em pedacinhos.
Consistência da massa antes de cozinhar
Numa frigideira anti-aderente, coloca-se a maçã com 1 c. de café de óleo de côco e canela a gosto.
O lume tem de estar baixinho senão queima.
Se secar muito, junta-se um fio de água.
Deixar-se caramelizar.

Depois de cozinhada, reserva-se metade da maçã.
A restante, coloca-se num recipiente, com o leite de côco, as farinhas e mais um pouco de canela e tritura-se.
Se a massa ficar líquida, junta-se mais um pouco de farinha de mandioca até ficar com a consistência como na foto.

Liga-se o lume e aquece-se uma frigideira anti-aderente. (Eu fiz na crepieira para cozinhar tudo ao mesmo tempo.)
Pincela-se com um pouco de óleo de côco e com a ajuda de duas colheres fazem-se pequenos bolinhas e espalha-se na crepieira. O lume também não pode estar muito alto.
Deixa-se cozinhar de um lado e do outro e recheia-se a gosto. Numa usei a maçã que tinha de reserva e na outra usei coulis de framboesa caseiro.

Obs. Esta massa deu para 6 mini-panquecas, como na foto.