Mostrar mensagens com a etiqueta Canela. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Canela. Mostrar todas as mensagens

12 de julho de 2017

Compota de pêssego



Verão é sinónimo de sol, calor e ...compotas!

Bem, pode-se fazer em qualquer época do ano, mas eu ainda sou do tempo em que se passavam os dias de verão a fazer compotas e conservas de fruta para o ano inteiro.
Aqui, não tenho frutas directamente da árvore, mas assim que vejo as frutas de verão, desperta em mim aquela coisa de fazer compotas. E quando apanho frutas em promoção, nada me trava 😆

Desta vez foi de pêssego.
É muito fácil. Costumo fazer compotas sem qualquer adição de açúcar porque faço para uso imediato. Mas desta vez quis fazer para guardar e espero que resulte.

INGREDIENTES:

500 g de pêssego descascado e cortado aos pedaços
100 g de mel (usei mel biológico local)
1 colher de chá de canela de Ceilão

PREPARAÇÃO:

Usei a Bimby.
Coloquei o pêssego e a canela e programei 20 mins/ vel.1/temp. 100º.
Depois juntei o mel e programei mais 20 mins/ vel.1/ temp. varoma.

Se fizerem ao lume, o tempo e processo é o mesmo.

Depois de cozinhado, coloquei em frascos limpos e esterilizados.
Depois de cheios, tapei e voltei-os ao contrário para criar vácuo.







Este processo é válido para qualquer fruta.

6 de julho de 2017

Bolinhos de batata doce e canela, Paleo, AIP


Podia deixar aqui várias razões para ter feito os bolinhos, mas a razão de verdade era mesmo porque me apetecia. E a receita é a seguinte:

INGREDIENTES:

250 g de batata doce cozida (usei da laranja)
50 g de farinha de mandioca
Raspa e sumo de meio limão
1 colher de café de canela de Ceilão
100 g de leite de coco
2 colheres de sopa de óleo de coco (estava líquido)
1 colher de café de bicarbonato de sódio


PREPARAÇÃO:

Usei a Bimby.
Coloquei todos os ingredientes na Bimby e programei 30 segs / vel. 5.
A massa fica molinha.

Liguei o forno a 200º.
Fiz pequenas bolas e coloquei-as num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Umas envolvi em canela.



No tabuleiro, ao colocar as bolas, espalmei-as ligeiramente com a palma da mão.
Coloquei-as no forno durante cerca de 30 minutos.
A parte boa, é que enquanto estavam no forno, emanava um cheirinho a natal.



Espero que gostem!

19 de junho de 2017

Cookies de coco AIP, paleo (sem ovo, sem lacticínios, sem oleaginosas)


Andava há tanto tempo a querer umas bolachinhas que pudesse trincar de vez em quando. Já tinha tentado várias receitas, supostamente AIP, mas acabo sempre por deitar fora porque nunca fica capaz. Mais uma vez, tive que ir tentando e juntando e desta vez, correu bem.


Não ficam estaladiças, mas para quem tem tantas limitações de ingredientes, acho que ficaram muito bem. De sabor pelo menos, estão óptimas!

Usei os seguintes INGREDIENTES:

5 tâmaras (sem aditivos)
100 g de farinha de coco (receita aqui)
150 g de leite de coco (receita aqui)
100 g de óleo de coco
20 g de polvilho doce
1/2 ccafé de canela bio de Ceilão
1/2 ccafé de gengibre em pó bio

PREPARAÇÃO:

Para quem tem Bimby, basta juntar todos os ingredientes no copo e programar 30 segs/ vel 6.

Para quem não tem Bimby, pode fazer noutro processador, ou o copo misturador, desde que fique uma massa homogénea.

A massa fica com esta consistência.



Liga-se o forno a 180º.

Retira-se a massa e formam-se pequena bolinhas que se colocam num tapete de silicone ou papel vegetal. Ao dispor a massa sobre o tapete, espalmei com a espátula de forma a ficar com formato de bolachinhas (também deve ficar bom em forma de bolinho, mas da próxima vez, eu confirmo!)



Vão ao forno cerca de 15 minutos.




Espero que gostem!

29 de maio de 2017

Tarteletes de maçã, Paleo, AIP

Porque uma pessoa não vive só de sopas e legumes, de vez em quando apetece um "mimo". E se for confeccionado com os alimentos permitidos, então ainda melhor.


Desta vez saíram umas tarteletes de maçã. Andei à procura das formas de tarteletes, mas não as consegui encontrar. Com a certeza porém de que me irei cruzar com elas, assim que eu tirar daqui a ideia.


Mas quando não se tem gato, caça-se com lebre e eu não sou cá de me deixar levar por dificuldades técnicas!


Vão precisar de:


INGREDIENTES:

4 maçãs
50 g de farinha de coco caseira (receita aqui)
50 g de farinha de mandioca
100 g de óleo de coco + 20 g para as maçãs
50 g de leite de coco caseiro
150 g de água
Canela de Ceilão q.b.
Obs. - Não adicionei qualquer tipo de açúcar porque já não estou habituada, mas para quem ainda goste, pode adoçar com mel ou açúcar de coco.

PREPARAÇÃO:

Descascar 3 maçãs e cortá-las aos pedaços.
Vão o lume numa frigideira anti-aderente com a água, os 20 g de óleo de coco e a canela a gosto (o meu gosto pede bastante!).
O lume deve estar baixo para elas irem caramelizando devagar.




Entretanto, há que preparar a massa.
Eu fiz na Bimby, mas pode ser feito à mão.
Colocar as farinhas, o restante óleo de coco e o leite no copo.
Quando as maçãs estiverem caramelizadas, tira-se uma parte (cerca de 1/4 da quantidade) e junta-se às farinhas no copo da Bimby.
Programar 30segs/ vel.5.
A massa fica com esta aparência, tipo crumble.




Liga-se o forno a 180º.
Pincelam-se umas formas de cupcakes com óleo de coco.
Com as mãos fazem-se pequenos grumos de massa e cobre-se o fundo e as paredes das formas.
Coloca-se um pouco de maçã caramelizada em cada forma.




Descasca-se e corta-se a restante maçã em tiras muito finas e cobrem-se as tarteletes.
Pincelam-se novamente com óleo de coco e polvilham-se de canela.
Deu para 7 tarteletes.





Vão ao forno cerca de 25 mins.
Retiram-se do forno mas desenformam-se só depois de frios.
E ficam assim por dentro...



Espero que gostem!

23 de maio de 2017

Chutney de cebola roxa

Ontem fiz umas crakers deliciosas (receita aqui) e tinha que arranjar qualquer coisa para as servir 😊
Como ultimamente me inclino mais para salgados, lembrei-me de usar a cebola roxa que tinha comprado há dias. Mas mais uma vez as receitas na net são carregadinhas de ingredientes que eu não posso consumir estando a cumprir o protocolo. 

Vai daí, fiz o meu. E ficou óptimo, mas eu sou suspeita. 
Fui acrescentando os ingredientes tirando ideias daqui e dali (confesso que a que mais me seduziu foi a do Jamie Oliver, mas ele não é paleo e muito menos auto-imune 😝)

INGREDIENTES:

300 g de cebola roxa cortada às rodelas finas
1 cubo de gengibre fresco ralado  com +/- 1 cm
1 colher de sobremesa de vinagre de sidra biológico
3 dentes de cravinho
3 dentes de alho
1 pau de canela de Ceilão
1 colher de sopa de mel biológico
1 colher de café de curcuma
Água q.b.

PREPARAÇÃO:

Colocar uma frigideira anti-aderente ao lume, baixo e deitar a cebola, o gengibre, os alhos, os pés de cravinho, o pau de canela, o vinagre e a curcuma.
Deixar cozinhar a cebola lentamente para libertar o suco.
Quando começar a secar, vai-se juntando um pouco de água de forma a não deixar pegar e a fazer uma calda.
Quando a cebola estiver quase cozinhada, junta-se o mel e deixa-se apurar.
Se for para conservar, convém colocar num frasco enquanto estiver quente, tapar e virar ao contrário para fazer vácuo.
Mas eu como não posso ter nada, é mesmo para gastar até acabar!

Espero que gostem. Eu como adoro cebola, achei uma maravilha.